Home detox – plantas em casa para purificar o ambiente

Home detox – plantas em casa para purificar o ambiente 

Com a chegada da primavera, a cor verde reentra nas nossas vidas. Fora de casa, os olhos maravilham-se com a natureza em flor ainda que os narizes se queixem alergicamente deste êxtase. Não obstante, sentimos que geramos sensações boas quando estamos mais próximos da natureza e é bem possível fazê-las perpetuar todo o ano e dentro de casa.

São muitos os benefícios de ter plantas de interior nas diferentes divisões da casa. O principal é que as plantas purificam o ambiente. Há também quem relacione estas plantas com a atração de boas energias, dinheiro, saúde, etc., por isso, por que não aproveitar e começar um pequeno jardim em casa?! De notar que em 3000 a.c., os Egípcios já traziam, desta forma, a natureza para terraços domésticos e espaços interiores e há evidências de que as plantas foram levadas para o interior das residências há pelo menos 2000 anos.

As plantas colocadas no interior, para além de serem decorativas e tornarem o ambiente mais convidativo, produzem oxigénio tornando o ar mais saudável. Um mito associado às plantas em espaços fechados é o de que estas consomem o oxigénio e deixam o ar mais pesado, o que é errado – as plantas  transformam, sim, o dióxido de carbono em oxigénio  tornando o ambiente mais salutar. Ora, os ambientes têm de ser sempre bem arejados com ou sem plantas pelo que ter plantas nas diferentes divisões da casa é uma garantia da qualidade do ar e não o inverso. Mas há mais vantagens em ter plantas de interior para além da renovação e purificação do ar:

  • diminuem o ruído;
  • absorvem gases nocivos;
  • induzem ao relaxamento;
  • reduzem o pó em 20%, e ainda,
  • embelezam o ambiente enquanto parte da decoração.

Assim, se quer começar um pequeno jardim indoor, sugerimos 3 plantas, ainda que existam uma infinidade delas, muitas respondendo a benefícios específicos. Deve ter sempre em conta que as plantas requerem cuidados, desde a rega à luminosidade e temperaturas ideais e outros, pelo que se não quer ter muito trabalho na manutenção destes seres vivos em casa, deve optar por plantas menos suscetíveis a estes fatores. As que inumeramos a seguir são ideais para iniciar um verdadeiro detox do lar.

espada-de-sao-jorge

A Espada de São Jorge ou Espada de Santa BárbaraSanseveria trifasciata

É uma planta muito resistente que exige poucos cuidados. A Sanseveria trifasciata transforma o CO2 em O2 durante o período noturno. E é também conhecida por afastar… o mau-olhado – os mais supersticiosos colocam-na à entrada das casas.

Areca-bambu, ou Palmeira de JardimDypsis lutescens

Ao contrário da anterior, a Dypsis lutescens faz o seu trabalho de purificação do ar durante o dia. É uma planta um pouco sensível ao frio, não devendo estar exposta temperaturas inferiores a 16º

ar-limpo

Jiboia ou Hera do DiaboEpipremnum aureum

É uma espécie de planta folhosa, resistente e de fácil adaptação a diversos ambientes. É ideal para filtrar formaldeídos, assim como o monóxido de carbono e o benzeno do ar.

Se ainda não está convencido da importância de ter plantas de interior para garantir a qualidade do ar que respira, note que durante os anos 80, a NASA descobriu que algumas espécies de plantas podem eliminar até 87% de toxinas no ar, incluindo formaldeído, benzeno, tolueno, tricloroetileno, o monóxido de carbono e pó. Estes compostos orgânicos voláteis (COV) existem também no ambiente doméstico devido à presença de tintas, vernizes, produtos de limpeza, isolamentos e revestimentos, madeiras, móveis, carpetes, entre outros. As conclusões da investigação da agência espacial norte americana indicam que para se manter um nível de emissões de acordo com boas normas ambientais, são necessárias cerca de 15 a 18 plantas numa área de 160m2. Diversa bibliografia confirma a generalidade destas conclusões. Dependendo da espécie da planta, os bons resultados podem ser potenciados pois quanto maior for a taxa de transpiração da planta maior a capacidade de absorver as toxinas do ar.

Como já foi referido, as plantas não sobrevivem sem cuidados e atenção. Não precisa de falar com elas para as manter vivas, mas saiba que elas apreciam. Tudo considerado, as vantagens são muitas, no entanto, as plantas parecem trazer mais tarefas associadas a um dia a dia muitas vezes já bastante preenchido e até agitado. O que é outra vantagem, na verdade – cuidar de plantas é um ótimo paliativo para o stress podendo exercer um efeito calmante. Olhar para e por elas pode muito bem ser o momento mais relaxante do seu fim do dia.

 

E. Cardoso

Comentários

Já gostou da nossa página no Facebook?

Apoie o nosso projeto, fazendo Gosto à nossa página no Facebook.

FECHAR